Jesus Cristo

Um dos objetivos essenciais da missão de Paramahansa Yogananda era "revelar a completa harmonia e unidade básica do cristianismo original ensinado por Jesus Cristo e a Yoga original ensinada por Bhagavan Krishna; e mostrar que esses princípios da verdade são a base científica comum a todas as religiões verdadeiras".

Para o público em geral, Jesus propôs uma simples filosofia de fé, amor e perdão. Ele falou muitas vezes em parábolas, impregnadas com princípios morais atemporais. Mas, para seus discípulos mais próximos, ele ensinou verdades mais profundas;  verdades que têm sua correspondência nas mais profundas concepções metafísicas da antiga filosofia da yoga.

A plena compreensão dos ensinamentos originais de Jesus - incluindo o fato de que ele concedeu a seus discípulos as técnicas esotéricas de meditação, yoga - é revelado de forma profunda no comentário do Evangelho por Paramahansa Yogananda:  A Segunda Vinda de Cristo: A Ressurreição de Cristo Dentro de Você. Em sua introdução a esse trabalho, Yogananda escreveu:

"Jesus Cristo é muito mais vivo e ativo hoje. Em Espírito e, ocasionalmente, tomando uma forma de carne e sangue, ele está trabalhando despercebido através das massas para a regeneração do mundo. Com seu amor universal, Jesus não se contenta apenas em desfrutar de sua beatífica consciência no céu. Ele está profundamente preocupado com a humanidade e deseja dar aos seus seguidores os meios para alcançar a liberdade divina de entrada no  Infinito Reino de Deus. Ele está desapontado, porque muitas são as igrejas e templos fundados em seu nome, comumente prósperas e poderosas, mas onde está a comunhão que ele enfatizou - o contato real com Deus? Jesus quer templos a serem estabelecidos nas almas humanas, em primeiro lugar; em seguida consagrados externamente em locais físicos de adoração. Em vez disso, há inúmeros edifícios enormes com grandes congregações sendo doutrinadas em 'igrejismo', mas poucas almas realmente em contato com Cristo através de profunda oração e meditação."

"Para restabelecer Deus nos templos de almas através do renascimento dos ensinamentos originais de comunhão com Deus, como proposto por Cristo e Krishna, é que fui enviado para o Ocidente por Mahavatar Babaji...

"Babaji está sempre em comunhão com Cristo; juntos eles enviam vibrações de redentoras e juntos planejaram a técnica espiritual de salvação para esta era ." 

Bhagavan Krishna

Bhagavan Krishna viveu a muitos séculos antes de Cristo. Reverenciado por toda a Índia como um Avatar (encarnação de Deus), os fatos históricos da vida de Krishna estão entrelaçados em um labirinto de lendas e mitos.

Os ensinamentos sublimes do Senhor Krishna estão consagrados no Bhagavad Gita. Em seu aclamado comentário de dois volumes sobre o Gita, Paramahansa Yogananda escreveu: "O Bhagavad Gita é a escritura mais amada da Índia, a escritura das escrituras. É o Testamento Espiritual Hindu, ou Bíblia, um livro que todos os Mestres têm como fonte suprema de autoridade das escrituras...

"Tão abrangente como um guia espiritual, o Gita é declarado como a essência dos laboriosos quatro Vedas, 108 Upanishads, e dos seis sistemas da filosofia hindu... Todo o conhecimento do cosmos está contido no Gita. Supremamente profundo, redigido em linguagem reveladora de beleza e simplicidade confortadoras, o Gita tem sido entendido e aplicado em todos os níveis da atividade e esforço espiritual humanos - abrigando um vasto espectro de seres humanos com as suas diferentes naturezas e necessidades. Onde quer que se esteja no caminho de volta para Deus, o Gita irá lançar luz sobre esse segmento da jornada...

"Krishna é o exemplo divino da yoga no Oriente; Cristo foi escolhido por Deus como exemplo de União Divina para o Ocidente... A técnica de Kriya Yoga, ensinada por Krishna a Arjuna e referida nos capítulos IV: 29 e V, 27-28 do Gita, é a suprema ciência espiritual de meditação da yoga. Ocultada durante as idades materialistas, esta yoga indestrutível foi revivida para o homem moderno por Mahavatar Babaji, e ensinada pelos Gurus da Self-Realization Fellowship / Yogoda Satsanga Society of India ." 

Mahavatar Babaji

Não há registros históricos relacionados com o nascimento e a vida de Mahavatar Babaji. Paramahansa Yogananda escreveu na Autobiografia de um Iogue que o Avatar imortal "conserva a sua forma física há séculos, talvez milênios", e vive, há anos incontáveis, ​​nas remotas regiões do Himalaia na Índia, revelando-se raramente apenas a alguns abençoados.

Foi  Mahavatar Babaji quem reviveu nesta era a perdida técnica de meditação científica de Kriya Yoga. Ao conceder iniciação em Kriya para seu discípulo Lahiri Mahasaya, Babaji disse: "A Kriya Yoga que estou transmitindo ao mundo por seu intermédio neste século XIX, é a revivicação da mesma ciência que Krishna deu, a milênios atrás, para Arjuna; e que foi mais tarde conhecida por Patanjali e Cristo, e por São João, São Paulo, e outros discípulos ".  

Pouco antes de Paramahansa Yogananda partir para a América em 1920, Mahavatar Babaji veio até a sua casa em Calcutá, quando o jovem monge orava profundamente por garantia divina a respeito da missão que estava prestes a empreender. Babaji disse-lhe: "Obedeça a seu Guru e vá para a América. Não temas: será protegido. Foi você quem eu escolhi para divulgar a mensagem da Kriya Yoga no Ocidente".

Lahiri Mahasaya

Lahiri Mahasaya nasceu em 30 de setembro de 1828, na aldeia de Ghurni em Bengala, Índia. Com a idade de trinta e três anos, certa tarde, durante um passeio no sopé do Himalaia, perto de Ranikhet, ele conheceu seu Guru, Mahavatar Babaji. Foi um encontro divino entre duas almas que haviam estado juntas em muitas encarnações. Com um abençoado toque de despertar, Lahiri Mahasaya ficou envolto em uma aura espiritual de realização que nunca o deixou. 

Mahavatar Babaji o iniciou na ciência de Kriya Yoga e o instruiu a conceder a técnica sagrada a todos os buscadores sinceros. 

Como o primeiro a ensinar abertamente a antiga ciência de Kriya Yoga nos tempos contemporâneos, ele é conhecido como uma figura seminal no renascimento da yoga, que teve início na Índia moderna, na  última parte do século XIX, e continua até hoje. 

Paramahansa Yogananda escreveu na Autobiografia de um Iogue: "Da mesma forma que a fragrância das flores não pode ser suprimida, Lahiri Mahasaya, calmamente vivendo como um chefe de família ideal, não conseguia esconder a sua glória inata. Como abelhas, devotos de todas as partes da Índia começaram a buscar o néctar divino do Mestre liberado...  A vida harmoniosamente equilibrada do grande Guru chefe de família, se tornou a inspiração de milhares de homens e mulheres ".

Por exemplificar os mais altos ideais da Yoga, união do pequeno eu com Deus, Lahiri Mahasaya é reverenciado como um Yogavatar (Encarnação da Yoga).

Os pais de Paramahansa Yogananda eram discípulos de Lahiri Mahasaya. Quando Yogananda era apenas um bebê, a sua mãe o levou até seu Guru. Abençoando o bebê, Lahiri Mahasaya disse: "Mãezinha, seu filho será um iogue. Como um motor espiritual, ele levará muitas almas para o reino de Deus".

Lahiri Mahasaya não estabeleceu nenhuma organização durante a sua vida, mas fez esta previsão: "Aproximadamente cinquenta anos após a minha morte, escrever-se-á uma relato da minha vida em virtude do profundo interesse pela Yoga que surgirá no Ocidente. A mensagem da Yoga rodeará o globo. Ajudará a estabelecer a fraternidade  entre os homens: uma unidade baseada na percepção direta do Pai Único".

Lahiri Mahasaya entrou em Mahasamadhi no dia 26 de setembro de 1895. Cinquenta anos mais tarde, em 1945, nos Estados Unidos, Paramahansa Yogananda finalizou a sua Autobiografia de um Iogue, que contém uma belo relato da vida de Lahiri Mahasaya.

Swami Sri Yukteswar

Swami Sri Yukteswar nasceu em 10 de Maio de 1855, em Serampore, Bengala, na Índia. Foi discípulo de Lahiri Mahasaya e alcançou a estatura espiritual de uma Jnanavatar (Encarnação da Sabedoria).

Sri Yukteswar reconheceu que uma síntese da herança espiritual do Oriente com a ciência e tecnologia do Ocidente poderia fazer muito para aliviar o sofrimento material, psicológico e espiritual do mundo moderno. Essas idéias foram cristalizadas em seu notável encontro com Mahavatar Babaji, o Guru de Lahiri Mahasaya, em 1894. 

Babaji lhe disse na sagrada ocasião: "A meu pedido, Swamiji, não poderia escrever um pequeno livro a respeito da harmonia subjacente às escrituras cristãs e hindus? Sua unidade básica é agora obscurecida pelas diferenças sectárias dos homens. Mostre, por citações paralelas, que os inspirados filhos de Deus disseram as mesmas verdades!"

Sri Yukteswar contou: "Na quietude da noite, ocupei-me na  comparação da Bíblia com as escrituras do Sanatan Dharma. Citando as palavras do bendito Senhor Jesus, eu mostrei que seus ensinamentos são, em essência, os mesmos das revelações dos Vedas. Pela graça de meu Paramguru, em pouco tempo terminei o livro A Ciência Sagrada.

Foi a Swami Sri Yukteswar que Paramahansa Yogananda veio como um jovem. O grande Guru disse a seu jovem discípulo que, durante o seu encontro com Babaji, o Mahavatar havia lhe informado: "Você, Swamiji, tem um papel a desempenhar no intercâmbio harmonioso entre Oriente e Ocidente. Daqui a alguns anos vou lhe enviar um discípulo que você treinará para divulgar a yoga no Ocidente. As vibrações de muitas almas, sedentas de espiritualidade, chegam de lá até mim, como um dilúvio. Percebo santos em potencial na América e na Europa, esperando serem despertados".

Após o relato, Sri Yukteswar disse a Yogananda: "Meu filho, você é o discípulo que, há muitos anos, Babaji prometeu enviar-me". 

Sob o treinamento e disciplina espiritual de Sri Yukteswar, Sri Yogananda foi preparado para começar sua missão mundial no Ocidente. Sri Yukteswar nomeou Paramahansa Yogananda como único herdeiro de seu manto espiritual e dos seus ashrams.

Swami Sri Yukteswar entrou em Mahasamadhi em 9 de março de 1936, durante a visita de Paramahansaji à Índia depois de 15 anos vivendo nos Estados Unidos.

Paramahansa Yogananda

Como descrito acima, Paramahansa Yogananda foi pessoalmente abençoado por Mahavatar Babaji, Lahiri Mahasaya e Swami Sri Yukteswar - todos os três Paramgurus em sua linhagem espiritual - para realizar a missão de disseminar a Kriya Yoga no mundo.

Na Autobiografia de um Iogue, Paramahansaji escreveu: "A fundação no Ocidente da Self-Realization Fellowship, uma 'colmeia para o mel espiritual', foi um dever depositado sobre mim por Sri Yukteswar e Mahavatar Babaji".